Carnaval: escola de samba é uma obra de arte total? Especialistas debatem em Futuros

Um show que encanta o Brasil e o mundo, que combina maestria em competências musicais, visuais, coreográficas, cênicas, literárias, entre muitas outras. Com tantas habilidades apresentadas em um único evento, poderiam os desfiles de Carnaval serem considerados obras de arte completas? Esta é uma das questões a serem abordadas no debate “Uma obra de arte total? As múltiplas linguagens de uma escola de samba”, que será realizado no dia 29 de novembro, às 19h, no teatro do Futuros – Arte e Tecnologia, no Flamengo.

Garanta aqui seus ingressos (gratuitos!) para o evento

Aberto ao público, o encontro vai contar com a participação de pesquisadores e artistas de diversas áreas do universo do Carnaval para discutir a complexa construção do ‘maior espetáculo da Terra’. Muito mais do que um evento midiático, os desfiles das escolas de samba são apresentações artísticas únicas no mundo, capazes de reunir diversas linguagens artísticas em um único cortejo.

A mesa do debate será composta pelo ator e pesquisador Izak Dahora, autor do livro “Arte total brasileira – A teatralidade do ‘Maior show da Terra’”; por Fabrício Machado, o Mestre Fafá, músico e Mestre de Bateria da Acadêmicos do Grande Rio; pela coreógrafa e bailarina Priscilla Mota, da comissão de frente da Viradouro; por Guilherme Estevão, artista e carnavalesco da Mangueira; e pelo escritor Leonardo Antan, mediador do encontro. A curadoria é do Festival Novas Frequências, cuja 13ª edição acontece de 2 a 22 de dezembro em diversos pontos da cidade do Rio, também celebrando as múltiplas dimensões do carnaval.

“O carnaval brasileiro é uma das maiores e mais importantes expressões populares do mundo, que atravessa diversas linguagens artísticas e atinge milhões de pessoas todos os anos. O Futuros – Arte e Tecnologia tem orgulho em receber este encontro sobre um tema que muito dialoga com a proposta do centro cultural, envolvendo arte, cultura e a manifestação do povo brasileiro”, afirma Victor D’Almeida, gerente de cultura do Oi Futuro.

O encontro “Uma obra de arte total? As múltiplas linguagens de uma escola de samba” tem apoio do Oi Futuro e patrocínio da Oi, do Governo do Estado do Rio de Janeiro e da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa. O evento integra a programação do Vem, Futuro!, projeto realizado pela Zucca Produções, com correalização de Futuros – Arte e Tecnologia e gestão cultural do Oi Futuro, que oferece uma agenda cultural diversificada com exposições, espetáculos teatrais, palestras e oficinas no centro cultural Futuros – Arte e Tecnologia.

Os patrocinadores do Vem, Futuro! são a Prefeitura do Rio de Janeiro, a Secretaria Municipal de Cultura, Serede, Universidade Veiga de Almeida, Eletromidia, SANDECH Engenharia e Windsor Hoteis, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro.

Debate “Uma obra de arte total? As múltiplas linguagens de uma escola de samba”
Data: 29 de novembro
Horário: 19h
Local: Futuros – Arte e Tecnologia
Endereço: Rua Dois de Dezembro, 63
Entrada franca – retire aqui seus ingressos

Principais Tags:

Compartilhe com o universo!

Leia também
O que vem por aí no Teatro Futuros
Recesso de Carnaval
INFORME AO PÚBLICO: elevador em manutenção
Tem Carnaval nota 10 no Futuros!
Duda Beat, Pedro Luis e mais: programação musical reúne nomes de peso no Futuros
Com obras de artistas amazônidas, Casa Comum faz alerta sobre o colapso ecológico