Teatro Oi Futuro tem três peças indicadas aos prêmios Shell e Cesgranrio

O mês de fevereiro chegou com a reafirmação do Teatro Oi Futuro como referência na cena teatral do Brasil. Três peças que passaram pelo nosso palco em 2022 receberam 20 indicações aos Prêmios Shell e Cesgranrio: o espetáculo da companhia franco-brasileira Dos à Deux ‘Enquanto você voava, eu criava raízes’; o projeto artístico ‘Sem Palavras’, dirigido por Marcio Abreu, que estreou ainda na pandemia discutindo o uso e a apropriação das linguagens não-hegemônicas; e ‘Órfãos’, primeira montagem brasileira de um texto da Broadway, com direção assinada por Fernando Philbert.

O espetáculo ‘Enquanto você voava, eu criava raízes’ concorre em cinco categorias do Prêmio Cesgranrio: melhor cenografia, melhor iluminação, melhor direção, melhor direção musical e melhor espetáculo. No Prêmio Shell, concorre a cenário, figurino e iluminação. Trazendo uma fusão entre teatro gestual e artes visuais, a peça explora os limites do espaço e do corpo na jornada pelo renascimento, impulsionados pelo medo e insegurança, aflorados principalmente durante o período de isolamento social, mas presente no ser humano desde seu nascimento.

‘Sem Palavras’ recebeu quatro indicações do Prêmio Cesgranrio: melhor direção, melhor espetáculo, elenco em categoria especial, direção de movimento em categoria especial. No Prêmio Shell, foram outras cinco indicações: dramaturgia, direção, ator, e duas na categoria atriz. O espetáculo flagra os deslocamentos e travessias que ocorrem durante um dia ao redor de um apartamento, e aposta em visualidades que comunicam ao público sem uso da linguagem textual.

‘Órfãos’ concorre a dois troféus no Prêmio Cesgranrio: melhor figurino e melhor cenografia. A peça conta a história de dois irmãos: o caçula Phillip é criado pelo irmão mais velho, Treat, que bate carteira na rua para que consigam sobreviver. A vida dos dois, no entanto, começa a mudar quando aparece Harold, que tenta ajudar e abrir os horizontes dos irmãos.

De acordo com Victor D’Almeida, gerente de cultura do Oi Futuro, a qualidade curatorial do centro cultural carioca, que investe regularmente em montagens de excelência, selecionadas via edital, é reconhecida nacionalmente, recendo um total de 25 prêmios teatrais nos últimos 15 anos:

“O Oi Futuro tem o estímulo às artes cênicas como um de seus principais campos de atuação. Em quase 18 anos se notabilizou na cena carioca com montagens de espetáculos propostos por novos autores bem como por nomes já consagrados. Investimos também no teatro infantil como importante espaço de reflexão, apostando na potência crítica com o objetivo de olhar para o passado, refletir sobre o presente e projetar futuros mais humanos e inclusivos. É essa conexão com o espírito do nosso tempo que proporciona ao público do Oi Futuro uma programação tão premiada”, celebra.

Além de comemorar o reconhecimento das peças que já apresentou, o Oi Futuro segue trabalhando para que outros espetáculos inovadores continuem aflorando no cenário teatral carioca. As próximas peças a estrear no teatro Oi Futuro são ‘Manoel’ e ‘Meus dois pais’.

‘Manoel’, que estreia em março, é um espetáculo infanto-juvenil que constrói a narrativa a partir dos poemas e palavras de Manoel de Barros. Com base no poema “O Menino que Carregava Água na Peneira”, o espetáculo traz 2 Manoéis, que contam a história de um menino que virou poeta.

Já ‘Meus dois pais’ é uma montagem teatral infantil inédita baseada no livro “Meus Dois Pais”, de Walcyr Carrasco, pela primeira vez encenado, no ano em que completa 10 anos. Com direção de César Augusto e, no elenco, Marcelo Valle, Kelzy Ecard, Betina Viany e Pedro Monteiro. A estreia será em maio. Fique ligado!

Principais Tags:

Compartilhe com o universo!

Leia também
Show, visitas mediadas e mais: confira a programação da Semana dos Museus no Futuros
Deserto
A História de Kafka e a Boneca Viajante
INFORME AO PÚBLICO: elevador em manutenção
Com o apoio dos patrocinadores, Futuros oferece transporte gratuito para visita de instituições de ensino
Futuros – Arte e Tecnologia celebra a chegada dos novos patrocinadores BNY Mellon e EY